Baixada FluminenseCasos de PolíciaDenunciaDuque de Caxias

PMs de Caxias são suspeitos de ser fornecedores de armas para o tráfico, aponta investigação

Uma investigação feita pela Polícia Civil revela que PMs do 15º Batalhão, em Duque de Caxias, na Baixada  Fluminense, eram fornecedores de armas para uma quadrilha que vendia o armamento para traficantes da cidade de Três Rios, no interior fluminense, e do próprio município.


O processo que tramita na Justiça resultou na condenação de três receptadores das armas fornecidas pelos agentes  no ano passado.
Um dos sentenciados, Fabrício Silêncio de Oliveira, revelou que tinha contato com vários policiais do 15º BPM, os quais repassavam as armas. 

Apenas um agente foi identificado pelo vulgo de Primavera mas nenhum policial virou réu na ação porque não foi possível saber seus nomes.


 Segundo os autos, os suspeitos tiveram em depósito, montaram, remontaram e expuseram à venda, no exercício de atividade comercial ilícita armas de fogo, munições e acessórios, todas de uso restrito.  


Fabrício atuava como intermediário entre os PMs e os traficantes da Mangueira, em Duque de Caxias, de modo que agia fora da comunidade para poder negociar com policiais, os quais marcavam encontros em avenidas, churrascarias e outros locais fora da localidade. Os policiais também recebiam propinas dos suspeitos.


Ele disse que um delegado teria pedido R$ 50 mil mais cinco pistolas para não levá-lo preso.  


As armas eram vendidas para os traficantes por até $ 15 mil. 

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE

Aguarde 10 segundos e clique em fechar publicidade para visualizar a notícia.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Encontramos um bloqueador de anúncios em seu navegador. Desabilite-o para navegar