BBB 21

Show do milhão: BBBs lucram mais fora do reality do que com o prêmio

Foi-se o tempo em que ganhar o prêmio final do Big Brother Brasil era a única maneira de sair do programa milionário. Desde que as redes sociais passaram a agregar parte significativa da audiência, levando os perfis dos brothers a conquistarem volume de seguidores e engajamento invejáveis, a participação no reality virou porta de entrada para o mercado publicitário — o que pode levá-los a conquistar mais que R$ 1,5 milhão e em tempo inferior ao confinamento proposto por Boninho.

Antes disso, poucos BBBs saíram do reality sem cair no esquecimento, como Jean Willys, Grazi Massafera, Sabrina Sato, Juliana Rodrigues, Ana Clara, Kaysar Dadour e Mayra Cardi. Foi a partir de 2020, no BBB que consagrou Thelma campeã, que o perfil dos participantes, dentro da casa e nas redes sociais, passou a chamar atenção. Não à toa, apesar de ter saído com rejeição da edição do ano passado, a médica Marcela McGowan descobriu que faturou o valor do prêmio vendendo seu curso on-line sobre prazer feminino.

Quem também “fez escola” nesse sentido foi Manu Gavassi (foto em destaque). Para além de bombar suas músicas, a artista de 30 anos fechou vários contratos milionários: de lojas de departamento, produtos alimentícios, higiene bucal, bebidas, jóias e cosméticos a vestuário, divulgando peças tanto de marcas mais populares até de grifes. Para se ter uma ideia, no feed do Instagram de Manu, há postagens fazendo referência a pelo menos 20 empresas. Além desse faturamento, soma-se ainda a bagatela recebida pela cantora ao pintar os cabelos: estima-se que ela tenha embolsado a quantia de R$ 500 mil para deixar os fios platinados.

Ganhando ou não, Juliette já é milionária

Com 23 milhões de seguidores nas redes e convites para se tornar garota propaganda de várias marcas, Juliette Freire ainda não sabe, mas certamente já é dona de um valor superior ao que receberá da Globo ao se sagrar campeã nesta terça-feira (4/5), na tão esperada final da edição.  Segundo fontes do colunista do Metrópoles, Leo Dias, em um approach com a equipe da sister, o Boticário chegou a oferecer valores em torno de R$ 400 mil para assinar com a paraibana.

brothers que saíram bem antes que a advogada e já estão com uma conta bancária mais recheada que a da provável campeã – até o momento. É o caso de Arcrebiano, segundo eliminado da edição de 2021. De acordo com a assessoria do brother, escalado para o próximo No Limite, ele entrará em seu segundo reality show já milionário.

“Bil já fez mais de R$ 1 milhão aqui fora. Foi essa potência em publicidade que chamou atenção da Globo e trouxe esse novo contrato”.

Marcos Moraes, CEO da MM Estratégia, agência que assessora Arcrebiano

Marcos Moraes, CEO da MM Estratégia, agência que assessora Arcrebiano

Segundo o especialista em maketing, o trabalho de agenciamento profissional, que a própria emissora tem aconselhado os brothers a investir, também é relevante nesse cenário. “O Bil só teve 14 dias lá dentro, então, não teve muito o que mostrar. Nesse cenário, a estratégia que está sendo adotada do lado de fora foi importantíssima”, pontuou.

Fátima Pissarra, CEO da agência Mynd, responsável pela gestão de imagem e planejamento estratégico de vários participantes do BBB, concorda com a avaliação do colega.

“O prêmio do BBB atualmente é muito mais a visibilidade do que de fato a premiação de R$ 1,5 milhão. Sempre lembrando que é necessária uma postura para o não cancelamento, que pode levar essa visibilidade para o lado negativo. Nossos agenciados na Mynd, como Thaís, Fiuk, João e Camilla, com toda certeza fazem o valor do prêmio em menos de 6 meses. Trabalhamos uma forte estratégia deles como marca, sempre aliando a trabalhos que tragam valores agregados”, explica.

Fátima Pissarra, CEO da agência Mynd

Fátima Pissarra, CEO da agência Mynd
Engajamento vs. Cancelamento

É fato que ter uma passagem coerente e carismática pelo programa facilita a vida dos brothers eliminados, mas o engajamento gerado pelo BBB tem sido tão grande que até os “cancelados” têm chances de se reerguer. Na avaliação do especialista em branding, Caio Braga, Lumena é um bom exemplo disso.

A baiana já foi garota propaganda da Hoteis.com, que usou sua trajetória em uma brincadeira sobre a gratuidade de cancelamento das reservas feitas pela plataformas, e da Avon, que a convidou para comandar um tutorial de makes.

“Em tese, a Lumena seria a pessoa com mais dificuldade de conseguir sucesso nessa missão, porque ela saiu com um número muito baixo de seguidores. No entanto, ela está fazendo um trabalho muito interessante nas redes sociais e dando uma boa virada enquanto marca pessoal”, analisa o publicitário.

Caio Braga, especialista em branding

Caio Braga, especialista em branding

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Lumena Aleluia (@lumena.aleluia)

Ele não descarta nem mesmo Nego Di, segunda maior rejeição do reality, da lista de brothers que podem ganhar um bom dinheiro por causa da passagem no programa. “É claro que algumas marcas não vão querer se associar a ele, mas não descarto a possibilidade. Muita coisa do marketing e da publicidade gira em torno do engajamento, que é algo que todos os ex-BBBs acabam tendo durante um tempo”, opina.

Na avaliação do publicitário, no entanto, três participantes alcançarão a tal sonhada estabilidade financeira e artística mais rápido: “Na minha opinião Juliette, Gilberto e Lucas Penteado”, sugere. “São os que considero que tem mais potencial para ganhar R$ 1 milhão fora da casa. Tudo depende, é claro, das decisões que eles tomarem, de como vão gerir suas carreiras. O Lucas, por exemplo, reativou uma banda, fez parcerias musicais e assinou um contrato com a Globo”, conclui.

Fonte: Metropoles

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo