Casos de Políciahomicídio

Advogada sequestrada por ex-funcionário é achada morta em Petrópolis

Um crime fútil e bárbaro. A advogada Patrícia Sá Fortes havia desaparecido após um sequestro, na madrugada desta sexta-feira (22).

Seu corpo foi encontrado hoje sábado(23) na Serra de Petrópilis. Um ex-funcionário foi preso econfessou o crime.

Patrícia tinha saído de um evento na localidade de Jardim Americano, nas proximidades de Itaipava, em direção a sua residência, no mesmo distrito de Petrópolis.

Ao chegar em casa, já se preparando para o repouso, Patrícia foi rendida no banheiro por um homem.

O acusado é morador do Parque de Arará, próximo ao bairro de Benfica, subúrbio do Rio de Janeiro.

O até então, suspeito, contou aos agentes que precisava de dinheiro para pagar o aluguel e procurou a ex patroa.

Ele lembrou dela por já ter sido funcionário e decidiu subir a Serra para conseguir dinheiro.

Como conhecia a casa da vítima, ele invadiu o imóvel e a rendeu quando teve oportunidade.

O acusado roubou joias, e quase R$ 400,00 que estavam com ela e depois a sequestrou.

O criminoso ainda tentou fazer uma transferência de R$ 3,040 para a conta dele, por volta de 1h40, mas devido ao horário o valor não foi creditado.

Em depoimento ele confessou que havia matado a advogada e nos indicou onde abandonou o corpo da vítima”, explicou o delegado titular da 106ª Delegacia de Polícia, Nei Loureiro.

O veículo de Patrícia tinha sido visto pela última vez no pedágio de Xerém, Distrito de Duque de Caxias, sentido Rio de Janeiro.

Com esta pista, a Polícia Civil e familiares buscavam informações sobre o paradeiro da vítima.

Através de imagens das câmeras de monitoramento e rastreamento bancário os policiais identificaram o acusado, que tem passagens por roubo, estupro e receptação.

O corpo de Patricia foi deixado em uma região de mata na subida da Serra de Petrópolis.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Encontramos um bloqueador de anúncios em seu navegador. Desabilite-o para navegar