Casos de PolíciaDenunciainvestigação

Alegando falta de periculosidade, Justiça mandou soltar homem que ameaçou incendiar delegacia em Campos porque não foi atendido. Ele jogou gasolina na unidade e chegou a pegar um isqueiro

Está solto desde setembro um homem que ameaçou incendiar uma delegacia em Campos dos Goytacazes porque não foi atendido. A Justiça alegou que ele não representava periculosidade e determinou exame de sanidade mental.

Consta dos autos que o custodiado teria, em tese, espalhado gasolina na recepção da 146ª Delegacia de Polícia, e, na sequência, quando já ia se abaixando para acender o isqueiro que tinha nas mãos, foi impedido por um funcionário da limpeza, que o imobilizou.   

 O homem chegou a jogar gasolina nos pés de uma pessoa que estava no local aguardando atendimento.  

De acordo com uma testemunha, que exercia a função de atendente na delegacia, custodiado chegou na recepção querendo registrar uma denúncia, que seria abrangida pela área de atuação da 134ª DP e não da 146ª DP, motivo pelo qual  ela disse ao homem que ele teria que fazer a denúncia na 134-DP, o que o deixou transtornado. 

Segundo as testemunhas presentes no local, o custodiado, no momento dos fatos, falava a todo tempo que iria matar todas as pessoas que estavam no interior da delegacia dizendo ´Vocês não vão me ajudar não? Vocês não vão resolver meu problema? Se vocês não vão me ajudar, eu vou colocar fogo aqui e vou matar todo mundo.´,- 

Antes de soltá-lo, a Justiça argumentou que, se o custodiado foi supostamente capaz de tentar atear fogo em uma unidade de Delegacia Policial, ficava demonstrado o seu risco social, na medida em que revela ser o homem capaz de qualquer coisa, quando se vê contrariado

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo