Casos de PolíciahomicídioinvestigaçãoOperação PolicialPrisão

Antes de morrer, vítima de latrocínio acusou o próprio colega do crime. Ele foi preso e entregou comparsas

Ao longo desta quarta-feira, 03/03/2021, policiais civis da #58DP – Posse, prenderam Thiago, Igor dos Santos e Alexandre Patrick por força de mandados de prisão temporária expedidos pelo plantão judiciário no bojo de investigação da própria unidade.

Os três foram presos por um latrocínio ocorrido na noite do dia 01/03/2021 e que vitimou um homem chamado Adriano, morto a tiros no bairro Nova Brasília após ser atraído para uma emboscada.

A investigação se iniciou com o relato da própria vítima ao ser socorrida, quando falou para policiais e parentes que um dos homens responsáveis pelo crime seria um conhecido de nome Thiago.

A vítima morreu horas depois, já na madrugada do dia 02/03.

Após diligências na manhã do dia 02/03, policiais conseguiram identificar Thiago sendo o mesmo conduzido até a unidade policial.

Após uma infinidade de versões inverossímeis, Thiago levou a equipe até o local do crime e, após ser confrontado com tudo que até então fora produzido, acabou por revelar que conhecia o atirador, identificado como Igor dos Santos.

Na residência de Igor, policiais localizaram duas armas de fogo (uma delas usada no crime), uma granada, toucas ninja e luvas, sendo o mesmo autuado em flagrante na forma da Lei 10826/03. (APF 058-01505/2021).

Ao serem novamente conduzidos para a base, ambos confessaram a prática criminosa, relatando ainda a participação de Alexandre Patrick no crime.

Por fim, após uma série de diligências, ficou demonstrado que a vítima, sentindo-se ameaçada, procurou Thiago, seu colega de mototáxi, para auxiliá-lo na compra de uma arma de fogo.

Thiago então, arquitetou com os demais envolvidos para simularem o negócio para que pudessem roubar Adriano tendo ficado acertado o valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais) e um local ermo para a conclusão da suposta compra.

Na noite do dia 01/03, Thiago levou a vítima até o ponto de encontro, tendo esta percebido a emboscada e tentado fugir a pé, momento em que foi atingida por disparos de arma de fogo possivelmente efetuados por Igor.

Diante do informado, a AP representou junto ao plantão judiciário pela prisão temporária dos três, medida deferida e imediatamente cumprida com relação a Thiago e Igor.

Após, as diligências tiveram continuidade até a captura de Alexandre Patrick, ocorrida no final da tarde do dia de hoje, tendo este também confessado sua participação na empreitada.

O trio é investigado em outros procedimentos que apuram crimes de roubo na área atendida pela 58ª DP.

A investigação e captura foram realizadas por agentes que atuam no setor de roubos e furtos da unidade.

Após cumprimento das formalidades legais, os presos serão encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da justiça.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Encontramos um bloqueador de anúncios em seu navegador. Desabilite-o para navegar