Casos de Políciainvestigaçãomilícia

Bairro onde ocorreu carnificina em Mesquita era reduto de milicianos

O bairro da Jacutinga onde ocorreu a carnificina em Mesquita (cinco mortos e três baleados) era dominado por milicianos, inclusive policiais militares. A quadrilha agia também nas localildades de Vila Emil e Santo Elias.

Pelo menso entre maio de 2017 e maio de 2018, os paramilitares exerciam domínio ilegítimo na região, e praticavam extorsões obtendo vantagens financeiras mediante cobranças de taxa de segurança a residências e a comerciantes, e de uso de espaço público para realização de eventos. Também exploravam o serviço de sinal clandestino de TV a cabo, praticavam agiotagem e comercializavam cestas básicas.

De acordo com a denúncia recebida pela Vara Criminal de Mesquita, o grupo utilizava armas de fogo e praticava homicídios na região como meio de disseminar o temor e exercer autoridade sobre a população local.

Os denunciados eram pessoas agressivas que se organizavam de forma ilegítima, possuindo livre acesso a armas de fogo, atuando com extrema violência na Baixada Fluminense a fim de evidenciar seu poder intimidatório, razão pela qual a prisão cautelar dos denunciados é medida que se impõe.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo