AssaltoCasos de PolíciaOperação PolicialPrisãoTiroteio

Bandidos fizeram reféns na estação de trem na Praça da Bandeira. Houve tiroteio e um ferido

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que, na noite de quarta-feira (24/11), policiais militares do Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer) detiveram dois indivíduos e apreenderam uma réplica de arma de fogo, além de terem recuperado quatro telefones na estação Praça da Bandeira, na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro.

A equipe policial recebeu informações a respeito de indivíduos armados que estavam praticando roubos contra passageiros na estação ferroviária citada. Já no local, os policiais se depararam com duas pessoas sendo mantidas reféns pelos indivíduos em uma sala.

Os policiais conseguiram libertar as vítimas e, na ação, um dos criminosos foi ferido na perna, o outro foi detido e houve a apreensão de uma réplica de pistola. O Corpo de Bombeiros foi acionado e fez o socorro ao Hospital Municipal Souza Aguiar. Ocorrência encaminhada para a 19ª DP.

Em nota, a SuperVia informou qu na noite de ontem (24/11), após identificar atitudes suspeitas, a SuperVia acionou o Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer) da Polícia Militar, que efetuou a detenção em flagrante de dois criminosos na estação Praça da Bandeira e os encaminhou para a delegacia. Para mais detalhes sobre a ação, sugerimos que procurem a assessoria da Polícia Militar.

De acordo com o contrato de concessão, a segurança pública nos trens e estações e ao longo da via férrea é uma atribuição do Governo do Estado, que atua por meio dos seus órgãos policiais. Em casos como esse, a SuperVia aciona o Grupamento de Policiamento Ferroviário (GPFer) da Polícia Militar, já que os agentes de controle não têm poder de polícia. Durante as investigações, a empresa contribui com informações e imagens que possam auxiliar o trabalho das autoridades.

A SuperVia lamenta que ocorrências de segurança pública observadas em todo o estado atinjam o sistema ferroviário do Rio e seus milhares de clientes. A concessionária reforça que lançou uma campanha focada na segurança pública para incentivar o contato com o Disque Denúncia (2253-1177). A população em geral pode fazer denúncias a respeito de vários tipos de crimes e violações no sistema ferroviário.  O denunciante não precisa se identificar, o anonimato é garantido

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo