Casos de PolíciaDenunciaPrimeiro Comando da CapitalTerceiro Comando Puro

Bonde dos Cachorros: facção criminosa pernambucana tem vínculo com o PCC e o TCP. Saiba mais

Em Pernambuco, existe uma facção criminosa chamada Bonde dos Cachorros, que é aliada do Primeiro Comando da Capital (PCC) e é envolvida com assaltos, tráfico de drogas e homicídios dentro e fora das unidades prisionais. 


Em 2019, foi divulgado por agências de inteligência do Estado que o Bonde dos Cachorros foi responsável por diversos distúrbios ocorridos em cadeias pernambucanas.


Seus principais líderes foram transferidos para unidades prisionais federais. 

Um dos integrantes do Bonde dos Cachorros, por exemplo, tinha ligação com Nei Conceição da Cruz, o Facão, líder do Terceiro Comando Puro (TCP)  que lhe prestava auxílio material por meio de seus advogados.

Há alguns anos, o jornal Diário de Pernambuco divulgou uma reportagem falando sobre ameaças que detentos do Bonde dos Cachorros fizeram ao Comando Vermelho.

“A companhia aqui é independente. Aqui ninguém é mandado por ninguém, não. Se mexer com um de nós, o brinquedo é esse aqui”, diz um dos presos, armado,  enquanto os demais integrantes do grupo apontam apertam os gatilhos das armas, sem munição. Outros detentos também filmaram um recado para os rivais: “Tô mandando um alô. Tão ameaçando as famílias dos parceiros aí. A gente não tá a fim de guerra não, parceiro. A gente tá a fim de paz. Agora, se quiser guerra, vai ter. Vermelho aqui é só sangue. Aqui quem manda nos bagulho é só nós”, ameaçava um dos cabeças do grupo.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo