apreensãoCasos de Políciainvestigaçãomorte em confrontoOperação PolicialPrisão

Buscas a quadrilha que explodiu bancos em Quatis já têm dois mortos e cinco presos. Bando seria de SP e está pedindo ajuda para resgatar comparsas

Em novas ações para prender integrantes da quadrilha que explodiu duas agências bancárias em Quatis duranre o feriado, a Polícia Militar matou dois suspeitos e apreendeu um fuzil e uma granada. Aré agora, quatro foram presos e um menor apreendido.

Dois dos homens presos estariam na cidade para dar fuga a quadrilha que está sendo caçada pela polícia desde a madrugada de ontem em áreas de mata entre Quatis e Porto Real.


Policiais militares faziam patrulhamento quando avistaram o veículo prisma de placa placa KXP 2446 de cor branca em atitude suspeita com dois homens próximo ao trevo.

Durante a abordagem eles apresentaram nervosismo, disseram serem da cidade de Barra Mansa mas não souberam explicar o porquê estariam no local.


Os policiais encontraram uma mensagem no celular de um deles dizendo que um homem identificado como “Jerfinho” teria a missão de fazer rondas na estrada a mando de Ronam, que seria um dos líderes do bando. Se a estrada estivesse tranquila era para pegá-lo próximo a Falcão, distrito de Quatis.

A polícia acredita que a quadrilha seja de São Paulo e estaria pedindo apoio para criminosos da região Sul Fluminense para tentar o resgate, uma vez que o roubo não teria saído como planejado. Na 100ª DP, eles foram incluídos e citados no Artigo 157 do CP (roubo).

Polícia segue rastro deixado por bandidos nas trilhas, áreas de mata e fazendas da região de Quatis e Porto Real; eles estariam sem água e sem comida

A operação envolve mais de 200 policiais entre agentes do 37° Batalhão da Polícia Militar, de Operações Especiais e do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV). Os policiais do Batalhão Rodoviário estão fazendo o cerco fechando as divisas.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo