Casos de PolíciaOperação Policialtráfico de drogas e armas

Caças da FAB interceptam no MS dois aviões com mais de 1 tonelada de cocaína

FAB (Força Aérea Brasileira) interceptou na manhã deste domingo (2), no espaço aéreo de Mato Grosso do Sul, dois aviões que estavam carregados de cocaína, sendo que uma das aeronaves estava transportando 450 quilos de cocaína e a outra tinha 700 quilos da droga. Um dos pilotos ainda tentou fugir dos caças da FAB, mas acabou sendo forçado a pousar e o piloto foi preso. 

A primeira aeronave foi interceptada a nordeste de Campo Grande. A aeronave EMB-720 Minuano foi obrigada a pousar em um aeroporto em Rondonópolis no Mato Grosso depois de ser interceptada pelos caças. O piloto foi preso por policiais federais e 450 quilos de cocaína apreendidos. A outra aeronave, modelo b-58 Baron foi interceptado a sudoeste de Campo Grande, sendo obrigado a pousar em Três Lagoas. 

O piloto não obedeceu e fugiu fazendo um pouso forçado em Ivinhema, após o trevo da entrada da cidade de Novo Horizonte do Sul, sentido a Naviraí. A primeira equipe a chegar no local foi a Força Tática, com apoio do BPChoque (Batalhão de Choque da Polícia Militar) de Mato Grosso do Sul e não encontrou nenhum suspeito, mas buscas começaram a ser realizadas com apoio da FAB (Força Aérea Brasileira) e Polícia Federal de Dourados. Logo depois, um dos pilotos acabou preso.

A carga estaria avaliada em mais de R$ 28 milhões.

Informações apuradas pelo Jornal Midiamax são de que a cocaína sai da Bolívia custando o valor de U$S 2 mil dólares cada quilo, chegando ao Brasil pelo valor de R$ 25 mil, sendo que este preço pode duplicar ou triplicar dependendo da pureza da cocaína e se o destino for para fora do país.  

Ainda não se sabe ao certo para onde e para quem a cocaína seria entregue.

Mostrar mais

PUBLICIDADE

Aguarde 10 segundos e clique em fechar publicidade para visualizar a notícia.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Encontramos um bloqueador de anúncios em seu navegador. Desabilite-o para navegar