Casos de PolíciahomicídioPolítica

Mulher que fazia críticas a políticos é assassinada em Magé. Veja algumas denúncias feitas por ela

Conhecida por fazer críticas a políticos, Renata Castro foi assassinada nesta sexta-feira (30) na cidade de Magé, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Ela fazia campanha para Renato Cozzolino, candidato a prefeito no municipio.

Ela foi morta à tiros na manhã de hoje (30) na Rua Rogério Portela, onde fica a sua casa, em Piabetá.

Renata Castro fez várias denúncias contra o governo, foi coordenadora do CEO de Piabetá e já sinalizava que estava sendo perseguida e ameaçada.

O crime será investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. A área foi isolada pela Polícia Militar.

Está sendo veiculada nas redes sociais uma postagem de Renata fazendo denúncias contra um político da região:

Veja um vídeo em que ela faz críticas ao prefeito da cidade, Rafael Tubarão.

https://www.facebook.com/100101808235406/videos/3221370904568647/?cft[0]=AZVrq_6ZRAq5ft4ME5xlDr25cL1TP94A_2nS8tvARTnnntwf0QzHUqnyWlHiOf_321lTRsQiDXNeEeEl3uZYdohvxGc13-25OhmAmjkzXdMzHxK-KKw8F4eAjUmgOYIG8_nTUg9mUg9t73xiDjqK3VhqcriIjfbIDQBq3GX9B_as6acNycH-E6FbFEr8gQ_aQeA

Assista outro vídeo com mais críticas:

Renato Cozzolino prestou homenagem para Renata em sua rede social:

Foi com muita tristeza que recebemos a notícia do assassinato da nossa amiga e liderança Renata Castro. Ela vinha exercendo um papel democrático e de combate às irregularidades no município. Tinha um longo e belo caminho à frente em defesa de nossa cidade. Deixo aqui meus sentimentos a toda a família e um pedido às autoridades competentes: investiguem! Não deixem que assim como no assassinato de nosso amigo P9 a história de Renata seja esquecida. Queremos e precisamos de uma Magé de mais amor, paz e respeito. A população não merece viver em uma terra sem lei onde não se pode ter voz. “Paz sem voz não é paz. É medo!”Descanse em paz, amiga, e que Papai do Céu te acolha em seu divino amor“.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo