Casos de PolíciaDenunciainvestigação

Casal que sequestrou inocente acreditando que ele fosse ligado a parente de Celsinho da Vila Vintém foi condenado

Um casal que sequestrou um rapaz em janeiro do ano passado achando que ele fosse ligado a um traficante que seria sobrinho do traficante Celso Luís Rodrigues, o Celsinho da Vila Vintém, foi condenado a três anos de prisão em julho. 

  No dia 13 de janeiro do ano de 2020, por volta das 03 horas, na Travessa Nossa Senhora das Graças, n° 06, casa -A, o casal sequestrou D.R.L para obterem vantagem econômica, como condição ou preço do resgate. 

Um homem procurou a vítima nas redes sociais e marcou um encontro em sua residência. Assim, no dia dos fatos, ambos começaram a ingerir bebida alcoólica e sem que D  percebesse o suspeito o dopou, fazendo com que ele não pudesse oferecer resistência. 

Em ato contínuo, com o auxílio de uma mulher colocaram a vítima desacordada no banco traseiro de um veículo, conduzido por agente criminoso não identificado, e seguiram para local incerto e não sabido, enquanto aquela segurava a cabeça de D, para que não pudesse reconhecer o caminho e o local para onde estava sendo levada. 

 Já no interior de um quarto de motel, o homem informou a vítima que se tratava de um sequestro, enquanto, a mulher dava cobertura, mantendo o rapaz com pulsos amarrados e o suspeito o agredia com socos leves da região do braço e cabeça da vítima. 

Na ocasião, o casal enviou mensagens, através do aplicativo WhattsApp, para amigos e parentes da vítima exigindo dinheiro em troca de sua liberdade, mediante o emprego de ameaças de mal injusto e grave, consistentes em afirmar que matariam o rapaz, caso não fosse realizado o pagamento, de R$ 300 mil. Moradores da Vila Vintém teriam se mobilizado para conseguir a quantia.

Os acusados somente liberaram a vítima na parte da noite do dia 13 de janeiro de 2020, em uma estrada não identificada, tendo D conseguido carona de pessoa não identificada para retornar para sua residência.

Em depoimentos foi dito que o sequestrador teria recebido somente R$ 20 mil como pagamento do resgate. 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo