Casos de PolíciaDenunciaTerceiro Comando Puro

Chefão de Acari (TCP) foi mesmo solto

A Justiça concedeu livramento condicional a Carlos Eduardo Sales Cardoso, o Capilé, apontado como chefe do tráfico na Favela de Acari, na Zona Norte do Rio, no último dia 5 de julho. 


A decisão saiu semanas após Capilé ser impronunciado no processo que vai julgar os acusados do assassinato de um policial civil em Acari em 2019. 


Ele foi incluído na ação, segundo a investigação, na condição de chefe do tráfico local e teria determinado a execução do agente.


Em juízo, nenhuma das seis testemunhas de acusação ouvidas foi capaz de apontar Capilé  como um dos possíveis mandantes do delito.

Após esse processo, Capilé virou réu em outra ação aberta em 2021 que vai julgar acusados de participarem de uma guerra pelo controle do Morro do Estado, em Niterói.

Ele tem uma condenação em 2019 por ter sido acusado de ajudar o bando liderado por Anão, com armas e homens subordinados seus, para a retomada do território do Morro do Estado dos comparsas, Pegou oito anos de prisão.

Em sua última prisão, em dezembro de 2018, Capilé foi pego no Paraguai.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo