Casos de PolíciahomicídioinvestigaçãoOperação PolicialPrisão

Chefe da segurança de Rogério Andrade e suspeito de contratar homens para matar Fernando Iggnácio se consultou com pai de santo e disse ter recebido ‘vudu’ antes do crime. ‘Cobre o umbigo, tá fechado, nada entra’

Suspeito de ser o chefe de segurança de Rogério Andrade e de contratar homens para executar o rival dele, Fernando Iggnácio, o PM Márcio Araújo se consultou com um pai de santo antes do crime. Disse que recebeu vudu.


Ele recebeu a seguinte mensagem do curandeiro

“Tranquilo, quando tu saí de casa tu coloca. Mas tem que tá de banho tomado e limpo. Porque nada entra. Bate ali e volta, entendeu? Cobre o umbigo, tá fechado, nada entra. Aí, eu vou fazer o que tem que fazer e depois eu tenho que encontrar contigo ou você encontrar comigo aqui ou mandar alguém me buscar porque não tá dando pra atravessar a ponte de ônibus. Porque a parada da vela você tem que escrever os nomes das figuras e tu tem que botar tua energia, entendeu? Que eu os cara nunca fizeram nada, então eu não posso fazer nada contra os cara que não vai surtir efeito, tá entendendo? E o outro é o vudu, que faz a parada dos bonequinhos. Troço terrível parceiro, troço pesado. Nossa! Mãe do céu! Que que é isso! Troço é pra quebrar mesmo. É pra destruir mesmo. Agora imagina se tu fosse o número um hein? Caralho! Pica do jeito que tá que tá bem até a hora de chegar de assumir tudo. Essa hora vai chegar, tá entendendo? O cara vai que vai mas ainda não chegou a hora dele. Na hora que for você assume tudo mais tranquilo. Sem demanda”

Araújo respondeu

Correto irmão! Eu assumindo aí tu sabe que jamais tu será esquecido. Assumindo tudo aí, tu querendo vir pra cá, vai morar aqui, entendeu?Vai morar aqui perto aqui. Coisa boa aqui, entendeu? E esses vuduzinhos aí que mandaram pra mim, que mandaram pra mim”.

Em outra escuta, Araújo recebeu informações de que o filho de Iggnácio ia as vezes na casa litorânea de Angra de barco com seguranças. e que isso confundia mesmo, manifestando o intuito de alvejar apenas o pai. O contato, então, disse que iria passar a informação certeira.

Esse contato encaminhou a Araújo” uma sequência de seis vídeos de monitoramento, indicando com precisão o local onde Iggnácio frequentava. bem como os seus respectivos detalhes.

Ele realizava um monitoramento minucioso e pessoal da rotina da vítima

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo