Casos de PolíciaDenunciainvestigaçãomilíciaOperação PolicialPrisão

Comerciantes da Estrada do Rio Grande, em Jacarepaguá, pagavam semanalmente de R$ 20 a R$ 50 para a milícia. Cobrador disse que arrecadava R$ 1.500. Foi condenado a dez anos de prisão

A polícia descobriu que comerciantes da Estrada do Rio Grande, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, pagavam de R$ 20 a R$ 50 todas as quintas-feiras para a milícia que age na região.

O relato foi feito por um próprio miliciano encarregado das cobranças, que foi preso em junho do ano passado. 

Ele contou que recolhia cerca de R$ 1.500 semanais dos lojistas e recebia R$ 600 por quinzena pelos serviços.

Segundo o criminoso, ele prestava contas a um homem conhecido como TH e Russinho, que agia a mando  de Damião e Nem, ambos presos. 

O miliciano acabou condenado a dez anos de prisão.

Os comerciantes afetados não foram a delegacia prestar depoimento por receio de retaliações. 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo