Casos de PolíciaComando VermelhohomicídioinvestigaçãomilíciaOperação Policial

Continua foragido quarto envolvido na morte de agente federal em Santa Cruz

Permanece foragido um dos quatro denunciados pela morte do policial federal Ronaldo Heeren, no dia 13/02/2020, na comunidade do Rola, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Trata-se de Francisco Anderson da Silva Costa, o PQD. Ele teria instruído ao comparsa Leandro Pereira da Silva, o Léo do Rodo, já preso, a alterar a cena do crime, mexendo no cadáver do policial e pintando com as iniciais CV, da facção criminosa Comando Vermelho, o carro onde o agente foi morto, além de deslocar o veículo para um quilômetro de distância da onde ocorreu o crime.

PQD foi condenado em 2018 por organização criminosa em um processo que julgou integrantes da Liga da Justiça, a maior milícia do Estado do Rio de Janeiro.

Apontados como executores, Dejavan Esteves dos Santos, vulgo Armeiro e Wenderson Eduardo Rodrigues Francisco, o Pata de Vaca, também estão presos.

Os dois teriam parado o veículo Corolla prata em que se encontravam no meio da rua com as portas abertas, de forma a emboscar a viatura policial que trafegava em sentido contrário, forçando a sua parada, dando início aos disparos com a intenção de eliminação sumária.

Todos acusados fazem parte da milícia.

O agente policial se encontrava no local, em viatura descaracterizada, em cumprimento de diligência oficial, juntamente com outro policial federal, Plínio Ricciardi, que não foi atingido pelos disparos.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo