Casos de Políciahomicídioinvestigação

Dono de salão foi morto em Meriti porque atendia policiais militares

Três homens identificados pelas alcunhas de Biroba, Biquinho e Pretinho Piloto tiveram as prisões preventivas decretadas em outubro acusados do assassinato de um homem em maio de 2019 no bairro de Coelho da Rocha, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

A vítima, Heric Henrique da Silva Magalhães, que tinha 28 anos, foi morto porque seria parentes de profissionais ligados à segurança pública e que tinha policiais militares entre seus clientes na barbearia de sua propriedade, segundo os autos do processo.

Por erro de execução, os bandidos ainda acertaram uma outra vítima, J.C.M.P, que sobreviveu. 

Biroba permaneceu no interior do veículo utilizado na empreitada criminosa, dando cobertura aos outros denunciados. 

Segundo depoimentos, Biquinho foi um dos atiradores que alvejaram Heric e J. Ele está preso por causa de outro processo. 

A testemunha esclareceu, inclusive, que estava com medo desde que os fatos ocorreram, tendo revelado a autoria tardiamente pois ficou sabendo que um dos suspeitos estava preso.  

Mostrar mais

PUBLICIDADE

Aguarde 10 segundos e clique em fechar publicidade para visualizar a notícia.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Encontramos um bloqueador de anúncios em seu navegador. Desabilite-o para navegar