Casos de PolíciaDenunciaGuerra entre facçõesmilíciaNotícias

Ecko e Tandera estariam se estranhando? Confira os boatos

Circulam nas redes sociais informações que dão conta de um suposto desentendimento entre os milicianos Wellington da Silva Braga, o Ecko e Danilo Dias Lima, o Tandera, que até então perntecem à mesma quadrilha, a Liga da Justiça ou Firma, o maior grupo paramilitar do Rio.

Um dos boatos é que os grandes responsáveis pela desavença entre os dois seriam os milicianos Fofo e Fabinho Gordo que teriam falado para Tandera que Ecko seria viciado em drogas e homossexual .e que isso poderia estar tirando todo o prestígio e respeito que a milícia havia conquistado durante décadas de atuação, razão pela qual Danilo deveria assumir a liderança da organização.

Tandera teria dado razão às reclamações e, em razão de uma antiga incompatibilidade de pensamento e formas de agir, teria iniciado uma trama contra Ecko.

Ele teria convencido Edmilson Gomes Menezes, o Macaquinho, lider da milícia da Praça Seca, a pegar fuzis emprestados com Ecko.mas com o ânimo de nunca entregar esses fuzis. Macaquinho assim o fez e conseguiu 12 fuzis emprestados com Ecko mas ele pediu os armamentos de volta, Macaquinho não os devolveu.

Circula nós últimos dias, Ecko teria ligado para Danilo e pediu clemência. Disse que não queria guerra, mas que precisava dos 38 fuzis dele. Danilo, debochando de Ecko, mandou que este fosse até a Baixada buscar as armas, mas já sabendo que Ecko nunca iria lá com medo de morrer.

Tandera estaria integrando ao seu exército de homens que eram da equipe do Ecko, tais como Garça, Waguinho e alguns homens da comunidade do Barbante, em Campo Grande. Ecko estaria perdendo diversos homens para Danilo. A maior parte dos soldados da milícia estão declarando apoio a Tandera.

Segundo ainda a boataria, o grupo que domina a comunidade da Carobinha já declarou apoio a Ecko, mas também fez contato com o grupo de Danilo e também declarou apoio, fazendo jogo duplo.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo