Casos de PolíciamilíciaOperação PolicialPrisão

Ecko mandava subordinados entregar santinhos de candidatos até para PMs fardados

Uma passagem curiosa da milícia de Wellington da Silva Braga, o Ecko, ocorreu em setembro de 2018 quando um integrante da quadrilha, que trazia muito dinheiro, munições e vários materiais de contabilidade do grupo paramilitar, foi flagrado conversando com dois PMs fardados na Feira de Cosmos.

Agentes da Corregedoria da corporação flagraram o miliciano entregando um objeto a um dos policiais, que no final descobriram que seria um santinho de um candidato . 

Mais inusitado ainda é que havia um outro policial acompanhando o paramilitar que, ao ver a Corregedoria, fugiu.


Durante a revista pessoal, os policiais apreenderam na posse do paramilitar  a quantia de R$ 2.700, sendo certo que R$ 500 estava no seu bolso e o restante no interior de quatro envelopes lacrados, nos quais havia a inscrição: “valores em espécie para Compositor” e três notas promissórias/recibos no valor de R$ 1.000,00. 


 Em revista no interior do Voyage, os agentes policiais apreenderam: ” 14 folhas contendo a contabilidade do que foi arrecadado indevidamente dos comerciantes da região; ” dois celulares; ” duas pistolas, calibre .9mm, devidamente municiadas; ” seis carregadores e munições, formando um total de 88 cartuchos, todos de uso restrito. . 

Esse miliciano foi condenado a oito anos e seis meses de prisão.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo