Casos de PolíciahomicídioinvestigaçãomilíciaOperação Policial

Ex-traficante que virou miliciano e responde por outro homicídio é suspeito de matar policial civil em Antares

Um ex-traficante que virou miliciano é um dos principais suspeitos de ter matado o policial civil Rodrigo Guadagno dos Santos na noite da última terça-feira (12) na Favela de Antares, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. A informação é do delegado Antônio Ricardo Nunes, da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

Ronaldo Marinho Costa, o Secretário, responde a processo por tráfico de drogas aberto em 2016 e também é acusado de um homicídio ocorrido em 2018, quando já estava integrado à quadrilha dos paramilitares.

A vítima foi Rodrigo Cerqueira da Silva. Ronaldo e dois comparsas eriam desferidos disparos de arma de fogo contra o rapaz, em plena luz do dia, no interior da comunidade Antares.

Segundo informações do inquérito, os acusados, ainda, teriam colocado o corpo da vítima em um veículo e desaparecido. Registre-se que o cadáver de Rodrigo foi encontrado, pouco tempo depois, no mar de Sepetiba.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo