Casos de PolíciaDenunciamilícia

Garçom relata momentos de terror que passou durante três horas em poder de milicianos em Maricá

Um garçom relatou na 82ª DP (Maricá) os momentos de terror que passou por cerca de três horas nas mãos de dois milicianos, entre eles um PM, em sua casa. Ele apanhou, foi roubado e ainda trancado em um ambiente fechado.


Ele afirmou que os suspeitos estavam armados. Se identificaram como policiais, tinham distintivo da polícia mas não apresentaram carteira funcional muito menos mandado judicial.


No momento da abordagem, gritaram: ‘Polícia, perdeu, não foge’.


Logo em seguida, a vitíma foi algemada pela dupla, levou um soco na nuca e foi conduzida para o interior da sua residência.


O garçom foi colocado sentado na sala enquanto os suspeitos reviravam todos os cômodos do imóvel. 


A vítima pediu para pegar seus pertences no chão e levou um soco no peito.


Depois, os suspeitos disseram: ‘Cadê a arma, Cadê as drogas’. Aí, o rapaz respondeu que trabalhava de garçom em um quiosque e não possuía nada de ilícito em sua casa. 


No final, os bandidos levaram várias coisas de sua casa, o trancaram e levaram a chave.


Para a vítima, a dupla pertenceria à milícia de Itaipuaçu e que era capaz de reconhecer os dois.

Denúncias indicam que a dupla seria conhecida por praticar esses atos na região.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo