Casos de PolíciainvestigaçãomilíciaOperação Policial

Girão e Ronnie Lessa são alvos de operação que visa apurar assassinato de casal pela milícia em 2014

A Secretaria de Estado de Policia Civil (Sepol), por meio da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) e o Ministério Público do Estadual (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) realizam, na manhã desta quarta-feira (09/09), no Estado do Rio e de São Paulo a operação Déjà vu. A ação visa cumprir mandados de busca e apreensão em endereços de acusados de um duplo homicídio do ex policial militar André Henrique da Silva Souza e da companheira dele Juliana Sales de Oliveira. Entre os alvos estão o ex-vereador Cristiano Girão, que durante anos foi chefe da milícia da Gardênia Azul e Ronnie Lessa, preso pelo assassinato da vereadora Marielle Franco.

O crime ocorreu em junho de 2014, no bairro da Gardênia Azul, zona Oeste do Rio. Na ocasião, um veículo com os criminosos emparelhou com o carro em que André e Juliana estavam e foram efetuados diversos disparos de arma de fogo conta o automóvel das vítimas. A investigação apontou que o homicídio teria sido motivado por uma disputa territorial entre organizações criminosas de milícia que atuam naquela região.

Participam da operação policiais da DHC e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), da Polícia Civil de São Paulo, agentes do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRJ, da corregedoria da Secretaria de Estado de Polícia Militar e da Secretaria de Administração Penitenciária.

O inquérito segue em andamento para esclarecer todas circunstâncias do crime.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo