Baixada FluminenseCasos de PolíciahomicídioSão João de Meriti

Homem reclama de som alto, é chamado de macaco, registra queixa e acaba morto em Meriti

Um homem foi assassinado a tiros na madrugada desta quinta-feira (16 de julho), após uma discussão motivada por som alto na Rua Arthur Antônio Sendas, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense. Jurandir Silva de Mello, de 35 anos, conhecido como “Noni”, foi morto na porta de casa e o principal suspeito é o filho do vizinho.


Na madrugada desta quarta-feira, o vizinho de “Noni” colocou uma caixa de som ligada com alto em direção a sua casa. Pela manhã houve um bate boca entre os dois. Em vídeo gravado pela própria vítima durante a discussão, o vizinho identificado como Cláudio, aparece armado com uma faca e chega xingá-lo de macaco. Jurandir fez um registro de ocorrência online descrevendo o fato.

Por volta das 00:30 de hoje, Jurandir estava em casa, e ouviu gritos no seu portão. De acordo com a esposa, ele desceu e logo após ela escutou os tiros. Quando desceu para ver o que tinha acontecido encontrou o filho do vizinho armado e Jurandir baleado na perna pedindo ajuda. Ela tentou ajudar mas o acusado não deixou, a ameaçou de morte e ordenou que fugisse. Assim que correu, ela ouviu mais barulhos de tiros que tiraram a vida de Jurandir.

A Polícia foi acionada ao local. Durante a perícia, o celular do acusado de cometer o homicídio foi encontrado. Os agentes da Polícia Civil fazem diligências para encontrar o suspeito. 
Jurandir “Noni” deixa esposa e três filhos. Familiares e amigos se manifestaram nas redes sociais pedindo por justiça. “Meu Deus, quanta covardia. Meu irmão estamos todos clamando por justiça”, afirmou a irmã da vítima. “Queremos justiça pela vida de nosso amigo”, disse um amigo.

Mostrar mais

PUBLICIDADE

Aguarde 10 segundos e clique em fechar publicidade para visualizar a notícia.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Encontramos um bloqueador de anúncios em seu navegador. Desabilite-o para navegar