Casos de PolíciaDenunciainvestigaçãomilícia

Inquérito aponta que milícia extorque moradores de condomínio no Tanque. Suspeito diz uma hora que é PM e outra policial civil

Um inquérito que está na Justiça aponta a existência de uma milícia em um condomínio no Tanque, em Jacarepaguá.
Segundo a denúncia, um homem usa  arma de fogo para intimidar os adquirentes dos lotes do empreendimento para pagar uma taxa no valor de R$ 50,00, além de exercer certas ameaças aos moradores locais. 


O suspeito ora se identifica pertencente aos quadros da Polícia Civil outra como sendo integrante da Polícia Militar e se diz proprietário do terreno. 


O acusado argumentou que adquiriu em janeiro do ano passado pelo valor de R$ 2.250.000,00 (dois milhões e duzentos e cinquenta mil) o empreendimento imobiliário localizado na Estrada da Covanca. 


Salienta que uma de suas funcionárias fora conduzida ao distrito policial em 21/05/2021 e, ciente disso, contactou um engenheiro contratado para realizar estudo de viabilidade para regularização do empreendimento. Disse que depois desistiu de prosseguir com o empreendimento, temendo não conseguir legalizar o imóvel junto à municipalidade. O local, segundo seu depoimento, acabou sendo assumido pelo próprio engenheiro posteriormente.


Os valores cobrados aos moradores, segundo a denúncia, seriam a título de reversão dos valores para serviços de manutenção do condomínio. 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo