apreensãoCasos de PolíciaComando VermelhoGuerra entre facçõesinvestigaçãomilíciaOperação PolicialPrisão

Irmão de Macaquinho é preso com outros quatro milicianos. Eles planejavam invadir Morro do 18 (CV)


A Força-Tarefa criada pela Polícia Civil para combate a milícias realizou uma operação em Jacarepaguá na noite desta quinta-feira (19/11). Ao todo, cinco integrantes da narcomilícia que atua nas regiões de Campinho e Praça Seca foram presos em flagrante, incluindo um de seus líderes. A ação foi coordenada pela Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) e ocorreu após intenso trabalho de inteligência e investigação

De acordo com a Desarme, investigações apontaram que narcomilicianos se deslocariam da comunidade do Divino para reforçar o morro da Barão, de onde planejavam uma invasão ao morro do Dezoito, dominado por uma facção criminosa.

Com base nessa informação, a equipe da delegacia se deslocou para um dos acessos para a comunidade do Divino, onde um veículo estava saindo da comunidade com cinco indivíduos armados em deslocamento para o Morro da Barão. Os agentes fizeram a abordagem e encontraram no veículo três fuzis, quatro carregadores de fuzil, três pistolas, quatro carregadores de pistola, duas granadas, três rádios comunicadores, dois coletes balísticos, um cinto tático e 220 munições de diferentes calibres.

Entre os presos, estava Michel Gomes Menezes, vulgo Chechel, um dos líderes da narcomilícia na região, contra quem havia um mandado de prisão por roubo. Ele é irmão de Edmilson Gomes Menezes, vulgo Macaquinho, líder responsável das comunidades de Morro da Rua Barão, Divino, Chacrinha, Fubá, Jordão e do Campinho, em Jacarepaguá. Todos os presos foram autuados por Posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e por organização criminosa

Mostrar mais

PUBLICIDADE

Aguarde 10 segundos e clique em fechar publicidade para visualizar a notícia.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Encontramos um bloqueador de anúncios em seu navegador. Desabilite-o para navegar