Casos de Políciahomicídioinvestigaçãomilícia

Jovem se recusou a ir a baile funk com amigos e no caminho para casa foi morto por miliciano

Em 5 de maio de 2019, Lucas Bessa de Souza foi convidado por um amigo para ir a uma resenha no bairro Chácaras Mari Helena, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.


Chegando ao local, o amigo e outras pessoas decidiram ir até um baile funk na comunidade Vai Quem Quer.


Lucas, no entanto, preferiu ir para casa e ele não imaginava que essa decisão foi sua sentença de morte.


 Durante o percurso, a vítima, sozinha, foi surpreendida por um veículo preto de placa ignorada de onde dois homens efetuaram disparos de arma de fogo, vindo a ceifar a vida de Lucas. 


Segundo os autos, Gilberto Quirino, vulgo ´Beto Cabresto´ foi reconhecido por testemunhas através de imagens de câmera de segurança como o autor dos disparos e também é amplamente conhecido na região como miliciano, com grande poder intimidatório no local. 


O delito foi praticado mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, uma vez que surpreendida com a presença dos denunciados que efetuaram os disparos de arma de fogo, quando jamais poderia supor o ataque fatal.


Os autos, no entanto, não indicam o motivo pelo qual o crime foi cometido.  
Beto Cabresto foi denunciado em fevereiro deste ano pelo fato e teve a prisão preventiva decretada. Permanece foragido. 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo