Casos de Polícia

Jovem vítima de estupro coletivo está sendo ‘julgada’ pela população, afirma advogada

A jovem de 22 anos que foi vítima de estupro coletivo em Cordeiro está sendo “julgada” pela população do município do Centro Fluminense.

É o que diz a advogada da mulher, Valéria Melo, que lamenta os moradores da cidade acharem que ela foi conivente com o ato sexual.

“As pessoas não entendem que o fato de ela estar dopada ou alcoolizada não impede ela obedecer o pedido de alguém”.

A mulher denuncia que foi abusada por três homens na madrugada do último dia 13, ao deixar uma festa no município vizinho de Cantagalo. Ela ficou sabendo do ato sexual neste sábado, quando viu um vídeo do ato, que estava sendo compartilhado pela Internet.

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo