Casos de Políciahomicídioinvestigaçãomilícia

Justiça aceitou denúncia contra integrantes de grupo de extermínio de Piabetá que executaram rapaz ligado ao tráfico

Um grupo de extermínio existente em Piabetá, no município de Magé, executou um rapaz só porque ele tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

O crime foi cometido em novembro de 2018 mas somente esse ano foi aceita denúncia e foi aberto processo contra três homens acusados do crime.

Consta da denúncia que, no dia 03 de novembro de 2018, aproximadamente às 00h45min, na Rua São Francisco Anacleto, nº 282, Piabetá, os denunciados em comunhão de ações e desígnios entre si, de forma livre e consciente, com vontade de matar, teriam desferido disparos de arma de fogo contra a vítima Alef Brum Alfredique, provocando as lesões corporais as quais foram a causa eficiente de sua morte. 

Narra, ainda, a peça inaugural que se encontra presente o motivo torpe, eis que a vítima teria sido executada por estar envolvida com o tráfico de entorpecentes na região, bem assim estaria evidenciado o recurso que dificultou a defesa da vítima, visto que atingida de inopino quando se virava para uma parede após ordem de seus algozes. 

O crime teria sido praticado por um grupo de extermínio atuante na região de Piabetá.

Na divisão de tarefas, coube ao denunciado Flávio avisar aos demais denunciados onde a vítima se encontrava, ao denunciado Alexsander efetuar os disparos de arma de fogo contra a Alef, e ao denunciado Cleiton conduzir a motocicleta utilizada pela vítima para chegar ao local em que o rapaz estava, e que foi utilizada na fuga.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo