Casos de PolíciaDenunciainvestigação

Justiça decretou a prisão de quatro suspeitos de sequestrar empresário no Recreio. Ex-cunhado, que forneceu informações da vítima para bandidos, está entre eles. Chegaram a pedir R$ 500 mil de resgate

A Justiça decretou no último dia 4 a prisão preventiva de quatro homens suspeitos de sequestrarem um empresário dono de lojas de roupas em outubro de 2021 no Recreio dos Bandeirantes. Um deles é o ex-cunhado da vítima, acusado de passar informações dela para os baniddos.

O empresário foi levado para uma comunidade de Benfica e os bandidos exigiram um resgate de R$ 500 mil.  Ainda recebeu ameaças pelo telefone e também a sua ex-esposa e filha.

O dono das lojas e uma mulher que o acompanhava noticiaram que, no dia 29/10/2021, foram abordadas por dois homens, sendo que pelo menos um deles estava armado, enquanto estavam no interior do automóvel. 

Afirmaram que os roubadores deram ordem para que a mulher entregasse seu aparelho telefônico e saísse do veículo, enquanto seu parceiro foi colocado no bando de trás de seu automóvel e, posteriormente, deslocado para uma comunidade situada nas proximidades de Benfica. 

A vítima masculina disse que, durante o percurso, os criminosos exigiram como preço do resgate a quantia de R$ 500.000,00. Entretanto, após informar que não dispunha desse valor, negociaram a sua libertação, mediante a transferência, via PIX, de R$ 15.000,00, inicialmente para uma conta bancária mas, como não conseguiu concluir a operação, a quantia foi transferida integralmente para outra. 

O ofendido narrou que, os extorsionários sabiam detalhes de sua vida privada e rotina de trabalho, e declararam que ´estava ‘tudo dado’ e que retornariam em dezembro e janeiro, na data do aniversário de um deles, para buscarem mais dinheiro´. Acrescentou que eram seguidos por um automóvel Voyage Prata durante o percurso.

Além disso, contou que ao ser posto em liberdade, em que pese tenham devolvido seu automóvel e aparelho de telefone celular, os criminosos subtraíram sua bolsa com objetos pessoais e mais de R$ 1.000,00. 

O homem retornou à delegacia e disse que recebeu ameaças, por meio do WhatsApp.

Um dos suspeitos revelou que ele e comparsa seguiram o veículo das vítimas por diversas lojas de uma delas para o reconhecimento do local, até que abordá-las. Ele admitiu o roubo a mulher e a privação da liberdade de seu parceiro. 

Contou que foi seu comparsa que exigiu o resgate e após ele afirmar que não tinha a quantia exigida, determinou que o ofendido os levasse até a sua casa.  Apontou que, ao chegarem no local onde a vítima dizia ser sua casa, foram avisados pelo homem que se tratava da casa de um policial. Diante disso, um dos criminosos ameaçou a vítima de morte e exigiu a transferência via Pix, de R$ 15.000,00, para uma conta bancária indicada por ele.

O bandido contou que o ex-cunhado da vítima quem passou todas as informações para o sequestro, dizendo que o homem . tinha muito dinheiro pelo fato de ter diversas lojas de roupa´.

A vítima, novamente ouvida em delegacia, declarou que seu ex-cunhado tinha conhecimento de que ele precisava de capital de giro para uma de suas lojas de roupas. 

Inicialmente, o ex-cunhado teria oferecido conseguir a quantia com um agiota, com taxa de juros de 20%, mas a vítima recusou a oferta e conseguiu o empréstimo bancário de R$ 400.000,00. 

Acrescentou se lembrar do ex-cunhado ter feito contato com ele no dia dos fatos, perguntando ´onde estava, o que estava fazendo, chamando para almoçar entre outras conversas´ eDisse, também que sofreu ameaças por meio telefônico na qual ´homem perguntava pelo declarante e dizia que irá atrás do declarante novamente, fazendo referência ao sequestro, pois o declarante havia combinado de dar mais dinheiro´

 A vítima retornou mais uma vez à delegacia de polícia, informando que recebeu uma mensagem do seu ex-cunhado, encaminhada com a fotografia de sua filha e sua ex-esposa, com os seguintes dizeres: ´M (filha) está respirando forte pq? M pq vc está piscando? M cuidado com o olhar dos pássaros são perigosos. M te acordei 02:00 vc tava respirando estranho. M, M, M.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo