Casos de PolíciaGuerra entre facçõeshomicídioinvestigaçãomilícia

Justiça decretou a prisão de quatro traficantes acusados de sequestrar e executar duas mulheres que seriam informantes da milícia em Itaboraí

A Justiça decretou no último dia 1º as prisões preventivas dos traficantes Daniel Alves, Pedro Henrique, Carlinho Bolinha e JN´I.

Eles são acusados de, no dia 6 de novembro do ano passado, na Rua José Zuza do Nascimento, lote 01, Bairro Visconde, em Itaboraí, na companhia do comparsa vulgo e outros integrantes do tráfico local, sequestrem e executarem duas mulheres, chamadas de Marcelle e Jeiciane, 

Segundo apurado, as vítimas tinham envolvimento com milicianos da localidade e eram suspeitas de repassar informações sobre a movimentação do tráfico da região. 

Diante disso, foram sequestradas por integrantes do tráfico, que as conduziram a um local ermo no bairro de Visconde de Itaboraí, onde executaram-nas com diversos disparos de arma de fogo, após receberam autorização do chefe do tráfico local. 

Uma testemunha relatou que traficantes invadiram a residência de Jeiciane e sequestraram ela, que foi mantida amarrada junto com Marcelle, até serem executadas por ordem do chefe do tráfico local. 

Na ocasião, o grupo era liderado pelo traficante conhecido pelo vulgo de Louco, estando presentes, dentre outros traficantes ainda não identificados, os acusados.JN´I foi o responsável por autorizar, através de uma chamada de vídeo, que os demais executassem as vítimas.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo