Casos de PolíciaComando Vermelhohomicídio

Justiça inocentou mulher que foi denunciada por suspeita de pedir a traficantes (CV) que matassem o pai do seu filho

A Justiça do Rio livrou da acusação uma mulher que foi denunciada por supostamente pedir a traficantes de uma favela da Zona Sul do Rio para matar o pai do seu filho, um menino de dois anos. 


O homem foi morto e na frente da criança por um bandido, de vulgo Fiel, que está preso. Ele é ligado ao Comando Vermelho (CV).


O crime ocorreu em 10 de março do ano passado na comunidade Parque da Cidade, na Gávea. Três pessoas foram denunciadas pelo assassinato de Victor Cavalcante de Almeida. 

A denúncia dizia que a mulher reclamou da conduta de Victor para os traficantes e disse que ‘tinham que dar um jeito nele’. 


A vítima foi surpreendida em frente da sua casa. Fiel chegou de moto e efetuou os disparos que causaram a morte do rapaz. 


O Ministério Público afirmou na denúncia que foi a própria mulher quem levou os criminosos até Victor. 


Em decisão de dezembro do ano passado, a Justiça impronunciou a mulher e mais um suspeito de envolvimento no caso que seriam julgados pelo Tribunal do Júri. Os autos, com base em depoimento de testemunhas, indicaram que a mulher pediu que não matassem Victor e que só queria o seu filho de volta. 


A Justiça chegou a expedir mandado de prisão contra a mulher, mas cancelou. 

Processo No 0144164-89.2019.8.19.0001

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo