apreensãoCasos de PolíciainvestigaçãoOperação Policial

Justiça manda soltar suposto traficante de armas que fornecia equipamentos de última geração para facções e milícias

A Justiça mandou soltar Tallys Luiz da Costa Salino, suspeito de ser traficante de armas e que forneceria equipamentos de última geração a facções criminosas e milicianos.

Alegou que Tallys é réu primário, não ostenta nenhuma anotação criminal (conforme FAC de fls. 174/179) e a circunstância de a conduta a ele imputada não se caracterizar por violência ou grave ameaça à pessoa, 

Tallys foi pego em um depósito que continha seis miras/lunetas com visão termal noturna, acessórios de uso restrito e controlado pelo Exército Brasileiro. Uma pistola também foi apreendida. Segundo os policiais, os equipamentos são avaliados em dezenas de milhares de reais e têm importação proibida, sendo utilizados apenas por forças especiais.

Ele terá que cumprir apenas medidas cautelares, como o comparecimento mensal em juízo para informar e justificar suas atividades, até o dia 10 de cada mês, o qual deverá ser iniciado já a partir do próximo dia 10 de agosto de 2021 e perdurará até que seja proferida a sentença. 

Ele deverá informar seu endereço residencial atualizado, devendo ainda ser-lhe salientado que, em caso de descumprimento de quaisquer das medidas acima impostas ser-lhe-á, imediatamente, decretada prisão preventiva, 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo