Casos de Políciahomicídiomilícia

Lacoste (TCP) acusado de picotar e queimar corpo de vítima

O chefão do tráfico no Complexo da Serrinha, em Madureira, na Zona Norte do Rio, Wallace de Brito Trindade, o Lacoste, está respondendo a um processo por homicídio desde o ano passado na 2ª Vara Criminal da Capital do TJ-RJ. O corpo jamais foi encontrado.

Segundo o depoimento da companheira da vítima, o cadáver teria sido ´picotado e colocado num saco preto, e que foi queimado.

Lacoste está sendo acusado dos crimes de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e de associação para o tráfico, sendo a primeira infração definida como hedionda.

Segundo os autos, ele é apontado como elemento de personalidade voltada ao crime, consoante se afere das informações colhidas durante a investigação policial, que o dá como integrante do movimento do tráfico de drogas na comunidade do Morro da Serrinha, razão a indicar a necessidade da cautela como forma de garantir a ordem pública.

O denunciado responde por outros homicídios, além de crimes diversos, como tráfico ilícito de entorpecentes. Demais disso, o modus operandi de que teria se valido para a prática do delito – esquartejando e queimando o corpo da vítima – está a demonstrar remarcada frieza e desprezo pela vida humana, tudo a fomentar o terror na comunidade onde atua a apontada facção a que pertenceria o acusado

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo