Casos de Políciainvestigaçãomilícia

Milícia cobrava até R$ 100 semanais de comerciantes em Irajá e deu surra em guardador de carro idoso que não pagou taxa

Policiais da 27ª DP (Vicente Carvalho) prenderam em flagrante na última terça-feira (14/07) um homem acusado de extorquir comerciantes de Irajá, na Zona Norte do Rio.

De acordo com a polícia, o acusado e um suposto policial militar, estavam cobrando de comerciantes no bairro de Irajá valores semanais que variavam de R$50 a R$ 100. Ele foi pego no momento em que extorquia comerciantes.


O preso, junto com o suposto PM, chegou a criar uma logomarca com uma letra e uma caveira no meio, símbolo do grupo paramilitar criado por ambos.

Aos comerciantes de Irajá o preso informava que onde as pessoas vissem o símbolo, em camisas ou veículos, iam saber que se tratava de alguém do grupo deles e deveriam pagar os valores estipulados.


O grupo chegou a dar uma surra em um guardador de carros de 65 anos porque o mesmo estava sendo obrigado a pagar R$ 60 por semana e não honrara o compromisso com os paramilitares.


O acusado já foi preso por receptação. Após essa prisão foi instaurado inquérito na delegacia para apurar a participação de outros integrantes da milícia local que foram identificados.

O preso foi encaminhado ao sistema penal onde ficará à disposição da justiça.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo