Casos de PolíciaDenunciamilícia

Milícia de Ecko continua atacando BRT para não ter concorrência com suas vans

A milícia de Wellington da Silva Braga, o Ecko, estaria por trás dos recentes episódios de vandalismo contra estações do BRT que foram incendiadas na Zona Oeste do Rio.

Segundo denúncias, a quadrilha atacaria o serviço como forma de evitar a concorrência com as kombis e vans que explora na região.

Desde 2018, há 20 estações fechadas no eixo da Cesário de Melo depois de constantes casos de vandalismo e por questões de segurança pública.

Na região citada, houve incêndio em duas: Prefeito Alim Pedro, no dia 1º de outubro; e 31 de Outubro, no início desta semana.

.Ambos os casos foram registrados na 35ª (Campo Grande) e, segundo a assessoria de imprensa do BRT, apenas as autoridades competentes podem dar informações sobre a investigação.

A reportagem procurou a Polícia Civil no início da semana para uma posição e até então não recebeu qualquer resposta.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo