apreensãoCasos de PolíciaDenunciamilíciaOperação PolicialPrisão

Milícia do Campinho usava munição tcheca, russa, coreana e até das Forças Armadas paraguaias

A milícia do Campinho estava usando munições e carregadores fabricados na República Tcheca, da Rússia, Coréia do Sul, como também da Dimabel que produz os projetéis usados pelas forças armadas paraguaias.

Essas balas foram apreendidas em 27 de junho de 2021 na esquina das ruas Ana Teles com Cândido Benício, no Campinho, ocasião em que foram pegos também dois fuzis,  fabricados nos Estados Unidos, além de uma pistola austríaca e outra norte-americana.

Em relação a munições,  foram 106 unidades de calibre de 762mm, 59 unidades de calibre 556mm, 55 unidades de calibre 9mm e 13 unidades de calibre .40mm, 

Os milicianos presos com esse material pegaram penas de até 13 anos, um mês e quinze dias de reclusão.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo