Casos de PolíciamilíciaOperação PolicialPrisão

Miliciano que era militar do Exército e trabalhou na intervenção federal no RJ foi condenado a cinco anos de prisão

Militar que serviu o Exército e trabalhou durante a intervenção federal no Rio de Janeiro acabou indo trabalhar na milícia que atuava no Morro do Tirol, na Freguesia em Jacarepaguá.

De vulgo Soldado, acabou sendo condenado a cinco anos de prisão por ter sido preso ano passado durante a Operação Lei Seca. 

Na ocasião, junto a dois comparsas (HG e Geday), foi pego com uma pistola Glock calibre 40, quatro carregadores, 69 munições de 40 e 9mm, uma folha de papel com anotações de datas e valores, R$ 1.477, 30 e três aparelhos celulares. 

Após a abordagem, Soldado afirmou para o agente da Lei ´sou da firma´ e que estaria armado. 

Disse que, por conta do seu trabalho no Exército, fez diversas incursões pela área ali, na Cidade de Deus, Praça Seca, ali no Bateau [Mouche]

Mas no depoimento à Justiça, negou que fazia parte da milícia. Atribuiu a que essa confusão por conta de ter servido ao exército e não sabia informar se tinha milícia atuando na área.

Uma testemunha falou que serviu com ele durante oito anos na Vila Militar.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo