Casos de Políciainvestigaçãomilícia

Milicianos conversam com vítima e depois armam tocaia para matá-la em Nova Iguaçu. Justiça decretou prisão

Dois milicianos que atuam nas localidades de Cabuçu, Palhada e Valverde, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, tiveram a prisão preventiva decretada em agosto suspeito de tentarem  matar um homem que haviam acabado de conversar em um bar no bairro de Alvarez.

Eles foram identificados pelas alcunhas de Júnior Varão e Nenzim.

 Segundo informações da Autoridade Policial,  os milicianos estariam no mesmo bar que a vítima e chegaram até a conversar.

 Os suspeitos saíram antes da vítima e permaneceram em campana aguardando a vítima ir embora tendo partido em perseguição e que em tese teriam cometido o crime em comento. 

Destaca-se que a vítima ainda hospitalizada reconheceu os denunciados como os autores do crime que quase ceifa a sua vida. 

A autoridade Policial relatou que a vítima apresentou temor em revelar possíveis motivos que teriam levado os denunciados a supostamente terem cometido o crime informado na Denúncia. 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo