Casos de Políciahomicídioinvestigaçãomilícia

Milicianos são acusados de matar PM reformado em Barra de Guaratiba por vingança. Tiveram as preventivas decretadas

A Justiça decretou as prisões preventivas de dois integrantes da milícia suspeitos de executar um policial militar reformado em dezembro do ano passado, em Barra de Guaratiba. 


 Em dezembro de 2021, um dos acusados teria efetuado disparo de arma de fogo contra Marco Antônio Pisente Canário, que já havia sido preso em 2010 por envolvimento com grupo paramilitar da localidade do Piraquê. 


A vítima estaria em via pública com seu filho adolescente quando teria sido abordada pelo executor. O comparsa teria concorrido para o crime conduzindo o veículo usado e facilitando a fuga. 


O crime teria sido praticado por retaliação ao fato de que a vítima era policial militar reformado. O motivo teria sido torpe, vingar a morte do irmão do atirador.


Teria sido praticado, ainda, mediante recurso que teria impossibilitado qualquer chance de defesa. Imputou, ainda, o MP, o crime de furto qualificado, pois a pistola da vítima teria sido subtraída. 


Uma testemunha relatou que  os acusados seriam matadores e roubadores conhecidos em Guaratiba. 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo