Casos de PolíciaDenunciahomicídiosinvestigação

Militar que confessou matar médico e estudante na Baixada disse que se sentiu ameaçado porque primeiro perguntou sobre rotina dos filhos. Testemunha negou

O militar Alan Amorim de Oliveira disse que matou o médico Jader Oliveira dos Reis e o estudante de medicina Carlos Henrique Martins Cipriano na Baixada Fluminense porque se sentiu ameaçado pelo primeiro que teria perguntado a seu motorista a rotina dos seus filhos, causando-lhe desconfiança. Ele teve prisão temporária decretada


A afirmação, no entanto, foi negada por uma testemunha que disse que Jaeder não demonstrou comportamento anormal, bem como lhe perguntado sobre a rotina dos filhos do assassino confesso.


As investigações indicam que Alan liderava um esquema de “pirâmide financeira” no qual as vitimas eram investidores e captadores de novos investidores. 


Após atrasos nos pagamentos nos meses de abril, causando desconfiança nas vítimas, estas queriam deixar o investimento, bem como devolver o dinheiro aplicado dos investidores.


O esquema liderado por Alan  possivelmente tenha causou prejuízo a grande número de
pessoas.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo