Casos de PolíciaDenunciahomicídiosinvestigação

Mulher que matou os dois filhos em Guapimirim não queria socorro. ‘Matei meus meninos, me deixa morrer’. Veja detalhes da cena do crime

Os autos do processo contra a mulher acusada de matar os dois filhos em Guapimirim revelam como tudo aconteceu.

Uma testemunha chegou até a delegacia correndo e muito nervosa afirmando que havia ocorrido uma tragédia. Ela relatou que ouviu barulhos muito fortes de alguém bater em um portão e ao ir para rua pode verificar um homem (pai dos garotos)  lhe pedir ajuda dizendo,

´Me ajuda, Sthephani  (mãe dos meninos) disse que iria se matar e matar meus filhos’.

Uma viatura da Polícia Militar chegou junto com a equipe da delegacia, onde perceberam a casa vazia e o pai das crianças chorando.

Os policiais encontraram Stephani Ferreira Peixoto sentada no chão da sala, ao lado do sofá, toda ensanguentada. Perguntaram para ela para onde estavam as crianças e ela apontou para o quarto; 

Os agentes entraram no cômodo e viram as duas crianças, sendo elas Arthur Moisés Ferreira da Silva (3 anos) e Bruno Leonardo Ferreira da Silva (6 anos) aparentemente sem vida, deitadas na cama de barriga para cima.

Havia manchas de sangue na cama, principalmente embaixo das crianças. Como havia um cheiro muito forte de gás da casa, os policiais correram até a cozinha, quando avistaram o botijão de gás aberto, com todas as bocas do fogão também abertas e uma extensão ligada na tomada com a continuação dela na parte de cima do botijão.

Um policial fechou a saída de gás e retirou o botijão de dentro da casa; No chão da cozinha, próximo ao fogão, estava um facão todo sujo de sangue e também havia várias manchas de sangue no chão da casa entre o quarto e a cozinha.

Os agentes perguntaram para Sthefani o que havia ocorrido e ela lhe falou ´ Matei meus meninos, me deixa morrer. Não chame socorro, me deixa morrer’.

Foi realizado contato com SAMU, através do telefone 192. Os médicos chegaram 30 minutos depois e fizeram o atendimento a Sthepani e afirmaram que ela estava com os dois pulsos cortados de forma muito funda, por isso, deveriam levá-la ao hospital.

A acusada foi denunciada pelo Ministério Público Estadual e responderá pela prática de dois homicídios duplamente qualificados.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo