Casos de Políciahomicídioinvestigaçãomilícia

Naldo da Carobinha vai a júri popular por execução de usuário de drogas na frente dos moradores

O miliciano Naldo da Carobinha e os irmãos Pedro Paulo e João Castro Pereira vão a júri popular por um homicídio ocorrido em 2019 na Carobinha, em Campo Grande. 

A vítima era usuária de drogas e praticava furto e roubos na localidade. 

As testemunhas relataram em sede policial que, no dia dos fatos, a vítima estava na rua quando foi abordada pelos dois primeiros acusados, que estavam em automóvel cor prata, os quais teriam lhe ordenado que se virasse de costas, tendo eles, na sequência, efetuado os disparos, na presença de moradores, os quais, inclusive, teriam sido advertidos pelos acusados para que não se preocupassem, pois a vítima era ladrão e não roubaria mais ninguém. 

O  curioso é que Naldo possuía parentesco distante vítima, o que teria feito com que ele, por muito tempo, ´protegesse´  de ser morta em outras oportunidades mas foi o próprio Naldo que teria dado a ordem a seus subordinados para que executassem a vítima da próxima vez que a encontrassem. 

A mãe admitiu que seu filho era viciado em drogas, entrava e saía de instituições para recuperação de dependentes, e que praticava crimes patrimoniais, o que o colocava em risco, já que, segundo ela, muitas pessoas poderiam querer matá-lo, tendo ela, inclusive, muitas vezes, interferido para retirá-lo das mãos de criminosos.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo