Casos de PolíciaDenunciahomicídioNotíciasOperação PolicialTiroteio

Operação em Caxias teria sido motivada por suposto irmão de um policial e CAC que foi raptado e morto por bandidos após atirar em festa

A operação policial realizada hoje no Complexo da Mangueirinha, em Duque de Caxias, foi motivada pelo fato de um homem suposto irmão de um.policial rodoviário federal e CAC de armas que efetuado dois disparos durante uma festa por conta de uma suposta briga com uma mulher.

O.incidente chamou a atenção dos traficantes que lhe pediram a arma. Ele não deu, teria disparado contra os bandidos e fugiu.

Teria se escondido no Corte Oito mas foi achado pelos criminosos, capturado, morto e tendo o corpo queimado e decapitado.

Outra versão diz que ele, após ser abordado, tentou escapar e, na fuga, deu tiros em cima dos ‘radinhos’ e foi cercado pelos bandidos sendo levado para o alto do morro.

Pessoas envolvidas na briga na festa foram expulsas mas uma mulher chegou a ser retida pelos traficantes para dar explicações..

Durante a tarde, surgiram informações de que a ação policial teria resultado em até oito mortos.

A PRF soltou seguinte nota sem confirmar o envolvimento de algum parente na história:

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada neste domingo, dia 10, para auxiliar em uma ocorrência, com disparos de arma de fogo e a abordagem de três pessoas que foram levadas à comunidade Corte Oito, em Duque de Caxias.
Além da PRF, participaram da ocorrência o 15º BPM (Duque de Caxias), o Comando de Operações Especiais (COE), o Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e o Grupamento Aeromóvel (GAM).


Durante as buscas, uma das pessoas levadas pelos criminosos foi resgatada e um corpo foi encontrado. Após as equipes de segurança reagirem à injusta agressão, uma pessoa foi socorrida e encaminhada ao Hospital Adão Pereira Nunes, em Caxias.
A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, DHBF, foi acionada, sendo realizada perícia no local.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo