Casos de PolíciaComando Vermelhomorte em confrontoOperação PolicialTiroteio

Paraense morto em operação na Penha matou homem com oito facadas por não ter repartido produto de roubo. Era líder do CV no Norte

Morto na operação no Complexo da Penha, Mauri Adson Vulcão da Costa, o Deo, era um dos líderes da facção criminosa Comando Vermelho no Pará exercendo a função de Torre no município de Abaetetuba 


Mauri foi condenado a 12 anos de prisão pelo assassinato de  Paulo Sérgio Rodrigues Lima, vulgo “Chips” ,
Mauri e seu irmão menor de idade ceifaram a vida da vítima dando-lhe oito facadas em face de não ter repartido produto de roubo.

Ele era um dos  responsáveis por organizar e estruturar os diversos grupos criminosos atuantes, firmando células voltadas a cometer crimes,

Deo era o encarregado também pela emissão de ¿autorizações¿ para que os integrantes da facção possam comercializar em determinada área,

Ele era encarregado pela emissão de ¿autorizações¿ para que os integrantes da facção possam comercializar em determinada área,

Consta dos autos de representação, ainda, que durante as interceptações telefônicas foi possível apurar que Deo se encontrava no Rio de Janeiro

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo