Casos de PolíciaComando VermelhoGuerra entre facçõesPrimeiro Comando da Capital

PCC dá revólveres para membros a cada três integrantes do CV mortos

Uma escuta telefônica feita com autorização judicial revelou que o Primeiro Comando da Capital (PCC) premia membros com um revólver calibre 38 a cada três integrantes da facção criminosa rival Comando Vermelho (CV) mortos. 


A interceptação fez parte de uma investigação sobre a presença do PCC no Estado do Ceará, atuando não só na capital, Fortaleza, como também na Região Metropolitana.

O trabalho descobriu conversas em que os membros falavam em parar o Brasil no ano passado por conta da transferência do chefão da facção, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, para uma penitenciária federal.


Foi decretada na época a prisão de 18 suspeitos, entre eles mulheres. 

O irmão de Marcola, Alejandro Juvenal Herbas Camacho Júnior já havia se estabelecido no Estado anos antes.

Na época, inclusive, foram descobertos os vínculos de alguns policiais militares com a facção. Eles recebiam propinas para facilitar o comércio de entorpecentes. Um dos valores chegou a R$ 1.500.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo