Casos de PolíciaDenunciahomicídioinvestigação

Peixão e Facão, ambos TCP, são denunciados por homicídio de 2015 em Vigário

A Justiça acaba de aceitar denúncia contra Nei da Conceição Cruz, o Facão, preso há vários anos, e Álvaro Malaquias Santa Rosa, o Peixão, por um homicídio cometido em 2015. Também é réu Ronaldo Rocha Dias da Silva, o Tião, antigo líder do Terceiro Comando Puro (TCP).

Em 05/12/2015, na Comunidade de Vigário Geral, indivíduos ainda não identificados, recebendo ordens de terceiros e com intenção de matar, efetuaram disparos de arma de fogo contra Magno Félix Mendes dos Santos.

As lesões suportadas pela vítima foram a causa eficiente da sua morte.

Consta da denúncia que, naquela época, Facão seria o ´dono´ da comunidade, enquanto Peixão era um dos líderes da facção criminosa e RONALDO seria um dos ´frentes´.

Na ocasião, os bandidos teriam cercado a vítima assim que esta adentrou no local, fugindo de policiais. Em seguida a vítima teria sido levada até os Acusados os quais teriam ordenado a execução de Magno Félix.

De acordo com os autos, após desferirem violentos golpes contra a vítima, os suspeitos a alvejaram com dois disparos de arma de fogo e, ainda com vida, arrastaram-na até o meio da passarela, perto da linha do trem, oportunidade em que os policiais a socorreram, levando-a ao Hospital Moacir do Carmo, em Duque de Caxias, onde veio a óbito.

A Justiça decretou a prisão preventiva dos três. Facão tem 24 anotações criminais, Peixão 41 e Tião, oito.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo