Casos de PolíciaDenunciamilícia

Perigoso miliciano de Rio das Pedras preso ganha direito de visitar a família

A Vara de Execuções Penais do TJ-RJ concedeu visita periódica ao lar a Mágico, um dos milicianos mais perigosos de Rio das Pedras, em Jacarepaguá.

O prazo para que ele retorne à cadeia é amanhã (31).

Relatório do Portal dos Procurados aponta que em março de 2009, ele foi indiciado suspeito de matar quatro pessoas na Favela Rio das Pedras, Investigações da 32ª DP (Taquara) concluíram que ele e mais cinco pessoas teriam sido os responsáveis pelo cumprimento das leis impostas pela milícia. Os homicídios de 2008 cometidos por Mágico e sua turma começaram em janeiro. O entregador de farmácia Gutemberg Dias Barbosa foi uma das vítimas.

Ele estava lavando sua motocicleta quando deixou espirrar água em uma parente de miliciano. Segundo uma testemunha, o rapaz foi jurado de morte desde então. No dia 26 daquele mês, Gutemberg teria sido assassinado na localidade chamada Areinha por Mágico e os PMs Maurício da Silva Costa, o Maurição, e Marcus Vinicius Reis dos Santos, conhecido como Fininho.

Em junho do mesmo ano, Mágico convocou mais quatro comparsas, desta vez para matar Jefferson Nascimento. Participaram da execução, segundo a polícia, Antonio Carlos de Morais, o Caveirinha; o PM Cristiano Cleic Hygino e Ricardo Zacarias Cristino. Jefferson foi morto porque seria dependente químico.


Mágico ainda foi investigado pela morte do comerciante Adeildo Alves da Cunha. A execução seria o castigo imposto pela milícia, que decidiu punir a vítima por causa de um empréstimo não pago.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo