apreensãoCasos de PolíciainvestigaçãoOperação Policialtráfico de drogas e armas

PF faz operação no RJ e SP contra quadrilha que abastece facções com armas, munições e acessórios vindos dos EUA

 A Polícia Federal deflagrou, nesta manhã (01/06), a Operação Pneu de Ferro* para desarticular organização criminosa responsável pelo tráfico internacional e interestadual de armas de fogo, munições e acessórios, associação para o tráfico de drogas, lavagem de capitais e evasão de divisas. O bando tem.ligações com o PCC e a Favela da Rocinha.

Na ação de hoje, policiais federais cumprem sete mandados de busca e apreensão e cinco mandados de prisão temporária, expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro/RJ, nas cidades de São Paulo/SP e Rio de Janeiro. Em SP, foram quatro presos. Em.Orlando (EUA) teve um preso.

As investigações tiveram início em 2019, a partir de apreensões de carregadores de fuzis e acessórios de arma de fogo realizadas no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão). 

Os policiais identificaram que os materiais apreendidos eram enviados pela organização criminosa investigada, via postal, das cidades de Kissimmee, Orlando e Tucson, nos Estados Unidos (EUA), e tinham como destino abastecer facções criminosas de atuação nacional. 

A PF contou com o apoio da Receita Federal e com a Agência de Investigações de Segurança Interna dos EUA (ICE Homeland Security Investigations), através de seus adidos na Embaixada dos EUA, em Brasília, e nas cidades de Tucson e Miami, nos EUA. 

A cooperação policial internacional entre o Brasil e os EUA foi fundamental para a obtenção de informações das atividades ilícitas perpetradas pela organização criminosa. 

A partir de informações repassadas pela PF às autoridades norte-americanas, deu-se início à investigação também naquele país, o que resultou em diversas apreensões ilícitas e na deflagração naquele país da Operação Iron Tire (Pneu de Ferro), também na data de hoje. 

* A Operação foi batizada como Pneu de Ferro em razão de uma apreensão de 21 carregadores de fuzis AK 47, calibre 7.62, e um de pistola, escondidos dentro de um pneu no Aeroporto do Galeão em março de 2019.  

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo