Casos de PolíciaDenunciainvestigaçãoOperação PolicialPrisão

PM é preso apontado como chefe de milícia na Zona Oeste acusada até de violência sexual

Policiais civis da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) realizam, nesta segunda-feira (21/06), a Operação Barbárie. O objetivo é cumprir dois mandados de prisão temporária e seis mandados de busca e apreensão contra membros de uma organização criminosa que domina áreas da Zona Oeste do Rio. Até o momento, duas pessoas foram presas, incluindo um policial militar apontado como líder do grupo: Eduardo Maia Rodrigues, o Magrinho.

Os milicianos são investigados pelos crimes de extorsão, estupro, roubo e associação criminosa. A operação, que conta com o apoio de agentes da Corregedoria da Polícia Militar, ocorre nos bairros da Taquara, Rocha Miranda, Praça Seca e Guaratiba.

A ação foi batizada de Barbárie porque o grupo de milicianos age com extrema violência e humilhação para obtenção de lucro advindo com a prática de extorsão. Além das sessões de espancamento que as vítimas sofreram, também foi praticada violência sexual contra uma delas.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo