PM preso com Tandera é excluído da corporação

A PM decidiu expulsar de seus quadros este mês o soldado Diego Machado Ferreira, que era lotado no Hospital Central da corporação (HCPM).

Em 2015, ele foi flagrado com o miliciano Danilo Dias Lima, o Tandera, atualmente líder da Liga da Justiça na Baixada Fluminense. Haviam várias armas com eles (quatro pistolas e munições) e um montante de R$ 16 mil.

Diego já tinha sido condenado a quatro anos e seis meses de prisão por este fato.

Na época, após receberem informações de que milicianos passariam a noite em uma boate em Bangu, na Zona Oeste carioca, PMs foram em diiligências e abordaram um Hyundai, um Renault Logan e um Honda Civic.

Os ocupantes não queriam obedecer a ordem de parada. No interior do veículo foram achados as armas e o dinheiro.

Na ocasião, um ex-PM também estava com o grupo e foi preso.